Letras das Músicas da Campanha da Fraternidade 2017

Gosta de cantar e admira a Campanha da Fraternidade? Se sua resposta é sim, temos uma ótima surpresa para você! Veja as letras das músicas da Campanha da Fraternidade 2017. Letras completas para você e sua comunidade cantarem e conhecer as músicas da CF 2017.

Confira a ordem das músicas
01 – Hino da Campanha da Fraternidade de 2017
02 – Em nossa casa, Fraternidade
03 – Eu ordenei os céus e a terra
04 – E Deus viu que era bom
05 – O vosso coração de pedra
06 – Volta meu povo, ao teu Senhor
07 – Senhor, tende compaixão
08 – Rejubila-te, cidade santa
09 – Glória a vós ó, Cristo
10 – Bendito és, Tu
11 – Aceita Senhor
12 – Agora o tempo se cumpriu
13 – Nós vivemos de toda palavra
14 – Jesus, Filho amado!
15 – Se conhecesses o dom de Deus
16 – Dizei aos cativos: sai!
17 – Eu vim para que todos tenham vida
18 – Vem, meu povo, ao banquete da vida
19 – Ato penitencial
20 – Santo
21 – Aclamações oração eucarística
22 – Eis o mistério da fé
23 – Amém!
24 – Cordeiro de Deus

01 – HINO DA CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2017
(Louvado sejas, ó Senhor)
Tema: Fraternidade: Biomas brasileiros e defesa da vida
Lema: Cultivar e guardar a criação (Gn 2,15)

Letra: Pe. José Antônio de Oliveira
Música: Wanderson Freitas

01 – Louvado sejas, ó Senhor, pela mãe terra,
Que nos acolhe, nos alegra e dá o pão (cf. LS,1).
Queremos ser os teus parceiros na tarefa
De “cultivar e bem guardar a criação”.

Refrão:
Da Amazônia até os Pampas,
Do Cerrado aos Manguezais,

Chegue a ti o nosso canto
Pela vida e pela paz. (2x)

02 – Vendo a riqueza dos biomas que criaste,
Feliz disseste: tudo é belo, tudo é bom!
E pra cuidar da tua obra nos chamaste
A preservar e cultivar tão grande dom (cf. Gn 1-2).

03 – Por toda a costa do país espalhas vida;
São muitos rostos – da Caatinga ao Pantanal:
Negros e índios, camponeses: gente linda,
Lutando juntos por um mundo mais igual.

04 – Senhor, agora nos conduzes ao deserto
E, então nos falas, com carinho, ao coração (cf. Os 2,16),
Pra nos mostrar que somos povos tão diversos,
Mas um só Deus nos faz pulsar o coração.

05 – Se contemplarmos essa “mãe” com reverência,
Não com olhares de ganância ou ambição,
O consumismo, o desperdício, a indiferença
Se tornam luta, compromisso e proteção (cf. LS, 207).

06 – Que entre nós cresça uma nova ecologia (cf. LS, Cap. IV),
Onde a pessoa, a natureza, a vida, enfim,
Possam cantar na mais perfeita sinfonia
Ao Criador que faz da terra o seu jardim.

02 – EM NOSSA CASA, FRATERNIDADE
Letra e música: Cirineu Kunn

01 – Das matas, do cerrado, da caatinga ao pantanal,
Dos pampas, da Amazônia e de todo o manguezal
Um grito de lamento sobe ao céu, ao Criador:
“O guardião da casa aqui virou depredador!”

Em nossa casa, fraternidade!
Senhor, pedimos pela nossa conversão.
Seja no campo ou na cidade,
Vamos guardar e cultivar a criação!

02 – Deus fez o universo e viu que tudo era bom,
Nenhum sinal de morte, de maldade ou servidão;
E cheio de ternura, o Espírito soprou:
O ser humano livre à sua imagem Deus criou!

03 – Ao longo da história o paraíso se perdeu,
Optamos, gananciosos, por só ver o próprio “eu”.
Das trevas do egoísmo, Cristo vem nos libertar,
Na construção do Reino, Deus conosco quer contar.

04 – Jesus lá no deserto venceu toda a tentação:
O mal veio até Ele com destreza e sedução.
Os dons que recebemos, o saber, a fé, o amor
Nos sirvam pra crescer e renunciar o mal que for.

05 – A Igreja servidora segue sendo “luz e sal”,
Pregando a Boa Nova, a Ecologia Integral.
No horizonte, o sonho de uma Nova Terra traz
A esperança de uma Casa – Bioma da paz!

03 – EU ORDENEI OS CÉUS E A TERRA
Letra e música: Casimiro Vidal Nogueira

01 – Eu ordenei os céus e a terra em meio às águas,
Formei a luz, com a diversidade astral.
Enchi de seres vivos ares, terra e águas
Os confiei à minha obra principal.

Eis que te fiz à minha imagem e semelhança
E confiei em tuas mãos a criação
Pra cultivares, guardares com consciência,
Não pra deixares sem sustento o teu irmão.

02 – Moldei pra ti um paraíso verde e puro,
Com rios, matas, lagos, campos, pantanais,
Caatingas, mangues, pampas, brejos e cerrados,
E povoei com toda a espécie de animais.

03 – A terra geme e sofre as dores de um parto,
Os ares sofrem com tamanha poluição.
A água luta pra chegar ao seu destino.
O que tens feito em defesa do irmão?

04 – Eu quero o verde entoando salmos pela vida,
Sem a fumaça de queimadas pelo ar,
Cantarolando, a água, siga o seu curso,
Gerando vida pela terra onde passar.

05 – Quando, enfim, a criação em grande festa,
Agradecida, o seu louvor me entoar
Não mais clamores, mas louvores, ó meu povo,
Quero ouvir brados de alegria, sem cessar.

06 – Então, verei a humanidade redimida,
Nações e raças, povos, credos, um só louvor.
Nas diferenças, tolerantes, convivendo.
Não é utopia e nem sonho, é meu amor!

04 – E DEUS VIU QUE ERA BOM
Letra: José Thomaz Filho
Música: Walison Rodrigues

01 – No princípio, nosso Deus criou o mundo,
Terra e Céus, diversidade em dom fecundo; (cf. Gn 1,1)
Qual jardim numa perfeita harmonia, (cf. Gn 2,8)
Foi moldado com feliz Sabedoria. (cf. Sl 103,24)

“E Deus viu que era bom,
E Deus viu que era bom”, (cf. Gn 1)
Tudo quanto Ele criu é bom! (cf. Gn 1,31)
E nos chamou a cultivar
E bem guardar a criação, (cf. Gn 2,15)
Os biomas defender e preservar:
Fazer fraternidade neste chão.

02 – Amazônia, santuário deste mundo,
Machucada em seu seio tão fecundo.
Mata Atlântica com tal diversidade,
Dizimada, empobrece a humanidade.

03 – Coração deste país: Grande Cerrado,
Pelo fogo e a pecuária degradado.
A caatinga devastada é insustentável,
Faz da terra um deserto inabitável.

04 – Belos Pampas onde a vida já receia:
Tantos seres reduzidos a areia.
Desta terra, nosso Éden – Pantanal,
Maltratado por ganância sem igual.

05 – Povos todos, com seus sonhos e culturas,
Tenham olhos para as gerações futuras; (cf. CA 37)
“Novos céus e nova terra” se apresentem, (cf Is 65,17)
Na esperança de atitudes que se assentem. (cf LS 230)

06 – Bendigamos ao Senhor, autor do mundo,
Que confere à criação amor profundo.
Toda a terra, com os céus, cante também, (cf Sl 66,4)
E que a vida cante claro o nosso “Amém”!

05 – O VOSSO CORAÇÃO DE PEDRA
Versão e música: José Alves

Refrão:
O vosso coração de pedra
Se converterá em novo,
Em novo coração.

01 – Tirarei do vosso peito
Vosso coração de pedra,
No lugar colocarei
Novo coração de carne.

02 – Dentro em vós eu plantarei,
Plantarei o meu espírito:
Amareis os meus preceitos,
Seguireis o meu amor.

03 – Dentre todas as nações,
Com amor vos tirarei,
Qual pastor vos guiarei,
Para a terra, a vossa Pátria.

04 – Esta terra habitareis:
Foi presente a vossos pais
E sereis sempre o meu povo,
Eu serei o vosso Deus.

06 – VOLTA MEU POVO, AO TEU SENHOR
Letra: Maria de Fátima Oliveira
Fr. Telles Ramon, O. de M.
Música: Pe. José Weber, SVD

Volta, meu povo, ao teu Senhor
E exultará teu coração.
Ele será teu condutor,

Tua esperança de salvação! (2x)

01 – Se confessas teu pecado,
Ele é justo e compassivo.
Cantarás purificado
Os louvores do Deus vivo.

02 – Nossas vidas tão dispersas
Nosso Deus as juntará!
E seremos novo povo,
Ele nos renovará! (Ez 11,17-20)

03 – Se voltares ao Senhor,
Ele a ti se voltará! (Zc 1,3)
Pois imenso é seu amor
E jamais se acabará! (Sl 136)

07 – SENHOR, TENDE COMPAIXÃO!
Letra e música: Wallison Rodrigues

Refrão:
Senhor, tende compaixão
Do vosso povo que acolhe a conversão.

Reacendei em nós a chama batismal.
Oh! Dá-nos luz e vosso perdão! (2x)

01 – Tende piedade, ó meu Deus, misericórdia!
Na imensidão de vosso amor, purificai-me!
Do meu pecado, todo inteiro, vem lavar-me
E apagai completamente a minha culpa.
Refrão

02 – Eu reconheço toda a minha iniquidade,
O meu pecado está sempre à minha frente,
Foi contra vós, só contra vós que eu pequei
E pratiquei o que é mau aos vossos olhos!

Refrão

03 – Criai em mim um coração que seja puro,
Dai-me de novo um espírito decidido.
Ó Senhor, não me afasteis de vossa face
Nem retireis de mim o vosso Santo Espírito!

Refrão

04 – Dai-me de novo a alegria de ser salvo
E confirmai-me com espírito generoso!
Abri meus lábios, ó Senhor, para cantar
E minha boca anunciará vosso louvor!

Refrão

08 – REJUBILA-TE, CIDADE SANTA
Letra e música: Frei Telles Ramon, O. de M.

Refrão:
Rejubila-te, Cidade Santa,
Eis que vem o Rei que nos remiu.
Exultemos juntos de alegria –
Nova Páscoa Ele nos abriu!

Refrão

01 – Já se cumpre a grande profecia:
Vem chegando a libertação!
O Pastor que guia nossas vidas
Vem nos dar um novo coração.

Refrão

02 – Escutemos a Palavra viva
Que nos leva para o rumo certo.
É o Deus que vai ao nosso lado
Conduzindo-nos pelo deserto.

Refrão

03 – Despertemo-nos pro Novo Dia
Que expulsa toda escuridão.
Ó Jerusalém, Cidade Santa,
Confiemo-nos no seu perdão.

Refrão

09 – GLÓRIA A VÓS, Ó CRISTO
Letra e música: Pe. José Carlos Sala

Refrão:
Glória a vós, ó Cristo, verbo de Deus!
Glória a vós, ó Cristo, verbo de Deus! (2x)

QUARTA-FEIRA DE CINZAS
Oxalá ouvísseis hoje a sua voz:
“Não fecheis os vossos corações! ”

1º DOMINGO
O homem não vive somente de pão,
Mas de toda a palavra da boca de Deus!

2º DOMINGO
De uma nuvem brilhante falou Deus, o Pai:
“O meu Filho querido, ó povo, escutai! ”

3º DOMINGO
Do mundo, sabemos, tu és salvador,
E da água da vida nos dás, ó Senhor!

4º DOMINGO
Eu sou a luz do mundo, nos diz o Senhor,
Quem me segue, da vida terá o esplendor!

5º DOMINGO
A ressurreição e a vida eu sou,
Quem em mim acredita a vida encontrou!

10 – BENDITO, ÉS TU
Música: Pe. Ney Brasil Pereira
Letra: Fr. José Moacyr Cadenassi

01 – Bendito és Tu, ó Deus Criador,
Revestes o mundo da mais fina flor:
Restauras o fraco que a Ti se confia
E junto aos irmãos, em paz, o envias.

Ó Deus do Universo, és Pai e Senhor,
Por Tua bondade recebe o louvor! (2x)

02 – Bendito és Tu, ó Deus Criador,
Por quem aprendeu o gesto de amor:
Colher a fartura e ter beleza
De ser a partilha dos frutos na mesa!

03 – Bendito és Tu, ó Deus Criador,
Fecundas a terra com vida e amor!
A quem aguardava um canto de festa,
A mesa promete eterna seresta!

11 – ACEITA, SENHOR
Letra: Reginaldo Veloso
Música: Daniel De Angeles

Refrão:
Aceita, Senhor, com prazer
O que vimos te oferecer!
O que vimos te oferecer!

01 – Que te ouça o Eterno em tua aflição
Proteja-te o nome do Deus da Nação!
Do seu santuário te mande um auxílio
E, desde Sião, te seja um arrimo!

Refrão

02 – Sim, tudo o que estás a lhe oferecer
Receba ele agora com todo prazer!
Atenda aos desejos do teu coração
Conceda a teus sonhos realização!

Refrão

03 – Possamos, assim, cantar tua vitória
E alçar, em seu Nome, bandeiras de glória!
Agora eu sei: o Eterno liberta!
E o seu Consagrado quem salva é sua destra!

Refrão

04 – Confiam nos carros ou então nos cavalos,
Mas nós no Eterno é que confiamos!
Enquanto uns fracassam, nós firmes estamos!
Ao Cristo, a vitória! E ouvidos sejamos!

Refrão

12 – AGORA, O TEMPO SE CUMPRIU
Letra e música: “Série Povo de Deus” Salmo 1

Refrão:
Agora, o tempo se cumpriu,
O reino já chegou.
Irmãos, convertam-se
E creiam firmes no Evangelho!

01 – Feliz aquele homem que não anda
Conforme os conselhos dos perversos;

Refrão

02 – Que não entra no caminho dos malvados
Nem junto aos zombadores vai sentar-se;

Refrão

03 – Mas encontra seu prazer na lei de Deus
E a medita, dia e noite, sem cessar.

Refrão

04 – Eis que ele é semelhante a uma árvore
Que à beira da torrente está plantada;

Refrão

05 – Ela sempre dá seus frutos a seu tempo
E jamais as suas folhas vão murchar.

Refrão

06 – Pois Deus vigia o caminho dos eleitos,
Mas a estrada dos malvados leva à morte.

Refrão

13 – NÓS VIVEMOS DE TODA A PALAVRA
Letra: Fr. José Moacyr Cadenassis
Música: Pe. José Weber, SVD

Refrão:
Nós vivemos de toda a palavra
Que procede da boca de Deus:

A palavra de vida e verdade
Que sacia a humanidade. (2x)

01 – Impelidos ao deserto
Retomamos a estrada
Que conduz ao paraíso,
Nossa vida e morada.

Refrão

02 – As prisões da humanidade
Assumidas pelo Cristo
São lugares de vitória,
Ele veio para isto!

Refrão

03 – O Senhor nos deu exemplo
Ao vencer a noite escura:
Superou a dor do mundo,
Renovando as criaturas.

Refrão

04 – Progredimos neste tempo
Conhecendo o Messias.
Ele veio para todos,
Alegrando nossos dias.
Refrão

05 – Celebramos a memória
Do amor que ao mundo veio.
Junto dele venceremos
O inimigo verdadeiro.
Refrão

06 – Contemplamos nossa terra
Em mistério fecundada.
Flor e fruto são promessas
Ao findar a madrugada!

14 – JESUS, FILHO AMADO!
Letra e música: Wallison Rodrigues

Refrão:
Jesus, Filho amado do Pai, divina e gloriosa alegria.
Ó Luz cingida de Luz: nossa vida iluminai!
Escutemos sua voz!

01 – Clarão do Pai que traz nova visão;
Palavra Eterna que restaura o nosso agir.
Clarão do Pai que nos é salvação;
Palavra Eterna que nos encaminha à Luz.

Refrão

02 – Clarão do Pai que é essência de Deus;
Palavra Eterna e caminho aos Céus.
Clarão do Pai que proscreve o medo;
Palavra Eterna que tateia nosso Ser.

Refrão

03 – Clarão do Pai que irradia o amor;
Palavra Eterna que nos chama a ser luz.
Clarão do Pai que nos convida a Si;
Palavra Eterna que nos partilha tua paz.

Refrão

04 – Clarão do Pai que nos faz filhos da Luz;
Palavra Eterna que aumenta nossa fé.
Clarão do Pai que é a vida dos homens;
Palavra Eterna que é a plena verdade.

Refrão

05 – Clarão do Pai que resplandece em nós;
Palavra Eterna que abrilhanta n osso olhar.
Clarão do Pai que dissipa as trevas;
Palavra Eterna que nos chama à conversão
Refrão

15 – SE CONHECESSES O DOM DE DEUS
Letra: Natalina Grande
Música: Telmo José Tomio

01 – Se conhecesses o dom de Deus,
Quem é que te diz: Dá-me de beber,
És tu que lhe pedirias e Ele te daria
D’água viva, sempre a correr!

Senhor, dá-me de beber,
Vem e me sacia,
Em tua fonte viva.
Senhor, dá-me de beber,
Vem e me sacia,
Nesta Santa Eucaristia!

02 – Quem crê em Mim, dentro de si, terá,
Meu Santo Espírito, fonte a jorrar,
Um rio de água viva, capaz de saciar,
A sua sede, sede de Deus!

16 – DIZEI AOS CATIVOS: SAÍ!
Versão e Música: Reginaldo Veloso

Dizei aos cativos: “Saí!”
Aos que estão nas trevas:
“Vinde à luz!”
Caminhemos para as fontes,
É o Senhor quem nos conduz! (2X)

01 – Foi no tempo favorável
Que eu te ouvi, te escutei,
No dia da salvação
Socorri-te e ajudei.

E assim te guardarei,
Te farei Mediador
D’Aliança com o povo,
Será seu Libertador!

02 – Não terão mais fome e sede,
Nem o sol os queimará,
O Senhor se compadece,
Qual Pastor os guiará…

Pelos montes, pelos vales
Passarão minhas estradas,
E virão de toda parte
E encontrarão pousada.

03 – Céus e terra, alegrai-vos,
Animai-vos e cantai;
O Senhor nos consolou,
Dos aflitos se lembrou!

Poderia uma mulher
De seu filho se esquecer?
Inda que isso acontecesse,
Nunca iria te perder!

17 – EU VIM PARA QUE TODOS TENHAM VIDA
Letra e música: José Weber

Refrão: eu vim para que todos tenham vida,
Que todos tenham vida plenamente.

01 – Reconstrói a tua vida em comunhão com teu senhor;
Reconstrói a tua vida em comunhão com teu irmão:
Onde está o teu irmão, eu estou presente nele.

02 – “Eu passei fazendo o bem, eu curei todos os males” (Mc 7,37);
Hoje és minha presença junto a todo sofredor:
Onde sofre o teu irmão, eu estou sofrendo nele.

03 – “Entreguei a minha vida pela salvação de todos” (Jo 10,18);
Reconstrói, protege a vida de indefesos e inocentes:
Onde morre o teu irmão, eu estou morrendo nele.

04 – “Vim buscar e vim salvar o que estava já perdido” (Lc 19,10);
Busca, salva e reconduze a quem perdeu toda a esperança:
Onde salvas teu irmão, tu me estás salvando nele.

05 – “Este pão, meu corpo e vida para a salvação do mundo” (Jo 6,51);
É presença e alimento nesta santa comunhão:
Onde está o teu irmão, eu estou, também, com ele.

06 – “Salvará a sua vida quem a perde, quem a doa” (Jo 12,25);
“eu não deixo perecer nenhum daqueles que são meus” (Jo 18,9);
Onde salvas teu irmão, tu me estás salvando nele.

07 – “Da ovelha desgarrada eu me fiz o bom pastor” (Jo 10,11);
Reconduze, acolhe e guia a que de mim se extraviou:
Onde acolhes teu irmão, tu me acolhes, também, nele.

18 – VEM, MEU POVO, AO BANQUETE DA VIDA
Letra: Pe. José Antonio de Oliveira
Música: Adenor Leonardo Terra

01 – Vem, meu povo, ao banquete da vida;
Nesta mesa eu irei te ensinar:
O jejum que me agrada é a partilha,
A oração que prefiro é amar.

Ó Senhor, como é bom ser teu povo!
Ser Igreja e viver como irmãos!
Pelo amor que nos tens eu te louvo,
Por te dares a nós neste pão!

(1º Domingo – Tentações)
02 – Se desejas sentir já bem perto
Nova Páscoa da libertação,
Vem primeiro comigo ao deserto
Do silêncio e da contemplação.

(2° Domingo – Transfiguração)
03 – Se o pecado e o mal desfiguram,
Se te assustam a dor e a cruz;
Minha graça e perdão transfiguram,
na Palavra terás nova luz.

(3º Domingo – Mulher Samaritana)
04 – Se o cansaço da vida te invade,
Quando a sede de amor te atingir,
Eu serei aconchego e amizade,
Junto à fonte, esperando por ti.

(4º Domingo – Cura do cego)
05 – Sou Pastor que te dá segurança,
Que teus tímidos passos conduz.
Abre os olhos, desperta! Levanta!
Persevera nas obras da luz!

(5º Domingo – Ressurreição de Lázaro)
06 – Toda a morte eu transformo em semente,
Das amarras eu vim libertar.
Junto a mim viverás plenamente
E feliz poderás caminhar.

19 – ATO PENITENCIAL
(Senhor, tende piedade)
Texto: Missal Romano
Música: Gilson Celerino

S.: Senhor, que nos mandastes perdoar mutuamente antes de nos aproximarmos do vosso altar.

T.: Senhor, tende piedade de nós! (2x)

S.: Cristo, que na cruz destes o perdão aos pecadores.

T.: Cristo, tende piedade de nós! (2x)

S.: Senhor, que confiastes à vossa Igreja o ministério da reconciliação.

T.: Senhor, tende piedade de nós! (2x)

20 – SANTO
Texto: Missal Romano
Música: Gílson Celerino

Santo, santo, santo, Senhor Deus do Universo!
O céu e a terra proclamam, proclamam a vossa glória.

Hosana, Hosana nas alturas!
Hosana, Hosana nas alturas!
Hosana, Hosana nas alturas!
Hosana!

Bendito aquele que vem em nome do Senhor!

Hosana, Hosana nas alturas!
Hosana, Hosana nas alturas!
Hosana, Hosana nas alturas!
Hosana!

21 – ACLAMAÇÕES ORAÇÃO EUCARÍSTICA
Texto: Missal Romano
Música: Gílson Celerino

Abençoai nossa oferenda, ó Senhor!
Conservai a vossa Igreja sempre unida!
Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos!

Em comunhão com toda a Igreja aqui estamos.
Santificai nossa oferenda, ó Senhor!
Recebei, ó Senhor a nossa oferta!
Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos!
Concedei-nos o convívio dos eleitos!

22 – EIS O MISTÉRIO DA FÉ
Texto: Missal Romano
Música: Gílson Celerino

Eis o mistério da fé!

Anunciamos, Senhor, a vossa morte
E proclamamos a vossa ressurreição.

Vinde, Senhor Jesus!

23 – AMÉM!
Música: Gílson Celerino

Amém, amém, (a…..mém)

Amém, amém, (a…..mém)

24 – CORDEIRO DE DEUS
Texto: Missal Romano
Música: Gílson Celerino

Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo,

Tende piedade,
Tende piedade,
Tende piedade de nós!

Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo,

Tende piedade,
Tende piedade,
Tende piedade de nós!

Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo,

Dai-nos à paz,
A vossa paz,
Dai-nos a vossa paz!

Créditos: PortalKairos.org

One Response to “Letras das Músicas da Campanha da Fraternidade 2017”
  1. Rafael de Lima Galvão janeiro 29, 2017

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *